L’Oréal anuncia embalagens plásticas 100% recicladas ou renováveis até 2030

0
438

Recentemente a marca L’Oréal, empresa multinacional francesa de cosméticos, lançou um novo programa de sustentabilidade. No projeto, a líder global inclui sua transição para embalagens totalmente recicladas até 2030. Não obstante, também será contemplado no pacote um lançamento para exibir o impacto social e ambiental dos produtos do grupo. A matéria é retirada do site Brazil Beauty News e replicada no blog da Feiplastic, leia abaixo.

Inicialmente, a L’Oréal, líder mundial em cosméticos, que possui um portfólio de 36 marcas, estabeleceu novas metas quantificadas para 2030 para combater as mudanças climáticas. O anúncio surge após movimentos semelhantes de outros gigantes de bens de consumo, como a Unilever. “A L’Oréal está acelerando sua transformação em um modelo que respeita os limites das Fronteiras Planetárias”, disse a empresa em um comunicado.

À primeira vista, em um relatório recente da Quantis, uma empresa de consultoria em desenvolvimento sustentável; a contribuição da indústria de cosméticos para as emissões globais de CO2 foi estimada entre 0,5% e 5%.

Reduzir impactos ambientais diretos com a L’Oréal

Até 2025, todos as unidades do Grupo alcançarão a neutralidade de carbono graças à melhoria da eficiência energética e ao uso de energia 100% renovável.

Além disso, até 2030, 100% dos plásticos usados nas embalagens dos produtos do Grupo serão de fontes recicladas ou de fontes renováveis; (atingindo 50% da meta em 2025). No início deste ano, o grupo lançou sob a marca La Roche Posay o primeiro tubo que incorporava papelão. Neste sentido, foi possível reduzir em 45% a quantidade de plástico necessária para sua fabricação em comparação com um tubo convencional.

Ainda assim, a L’Oréal também quer reduzir em 50% as emissões de gases de efeito estufa no transporte dos seus produtos. Isso, se comparado ao nível de 2016.

Até 2022, será aplicado o sistema de Rotulagem de Impacto Ambiental e Social do Produto, em que cada rótulo de produtos de enxágue receberá uma pontuação de A a E. Sendo o produto “A” considerado como “o melhor” em termos de impactos ambientais e sociais.

Todavia, até 2022 este sistema de rotulagem será aplicado a todos os produtos do grupo que impliquem passar por água (exceto tamanhos de viagem). E até 2030, 100% dos produtos do grupo serão de conceção ecológica.

É uma verdadeira transformação na maneira como a L’Oréal cria fórmulas, obtém matérias-primas, produz embalagens e fabrica produtos em suas fábricas. A nossa revolução sustentável e de inclusão é o começo de uma nova era, com uma única ambição; um futuro mais belo para todos”, disse o CEO do grupo, Jean-Paul Agon.

Contribuir para solucionar os desafios do mundo

Além dessas metas quantificadas, a L’Oréal também apoiará ações realizadas por ONGs para abordar questões sociais e ambientais urgentes com duas prioridades; clima e mulheres em situações vulneráveis.

Até 2030, a L’Oréal terá investido 50 milhões de euros para financiar projetos de restauração de 1 milhão de hectares de ecossistemas marinhos e florestais naturais danificados. Isso tudo por meio do Fundo L’Oréal para a Regeneração da Natureza. Atualmente, outros 50 milhões de euros serão direcionados ao financiamento de projetos vinculados à economia circular. Isso, de modo a acelerar iniciativas inovadoras nos campos da reciclagem e gestão de resíduos plásticos.

Quer saber mais sobre o projeto e em como a empresa apoia organizações e campos de instituições? Leia a matéria original e completa acessando o site Brazil Beauty News.

Comentários