Imagem: Green Business Post

Um acordo firmado entre Braskem e Tecipar, empresa brasileira especializada em engenharia ambiental, viabilizou a criação de uma usina de triagem em Santana de Parnaíba (SP) que evitará que mais de duas mil toneladas de resíduos plásticos sejam despejadas anualmente em aterro sanitário, proporcionando sua reciclagem e reaplicação da matéria-prima na indústria.

A parceria resultou na instalação da usina de triagem para separação de resíduos sólidos e orgânicos de materiais recolhidos por meio da coleta pública dos municípios de Barueri e Santana de Parnaíba, localizados na região metropolitana de São Paulo (SP). A medida é uma ação paralela à coleta seletiva, que promove a triagem dos resíduos que chegam ao aterro, direcionando-os de maneira adequada e potencializando o volume de material reciclado que retornará à cadeia produtiva do plástico.

Após a separação, o plástico triado pela Tecipar será direcionado para um reciclador parceiro da Braskem. O volume de material que será contido é equivalente a 36 milhões de embalagens plásticas de polietileno (PE) e polipropileno (PP) que, de acordo com Fabiana Quiroga, diretora de economia circular da Braskem na América do Sul, estarão disponíveis no portfólio I’m green – marca que identifica resinas produzidas a partir de fonte renovável e/ou pós-consumo. Os demais resíduos recicláveis triados serão vendidos para seus respectivos mercados, de acordo com suas possibilidades de reciclagem e reaproveitamento.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Green Business Post com a matéria completa.

Comentários